Juventude contra o preconceito

Na noite desta última segunda-feira, dia 08 de agosto de 2011, um jovem de 25 anos foi morto, após ser atingido por um disparo de arma de fogo, quando tentava defender um homossexual de agressões, que supostamente estavam ocorrendo devido a orientação sexual do mesmo. O crime ocorreu em frente a uma casa noturna na praia do Jacaré, em Cabedelo, João Pessoa.
Segundo o delegado responsável pelo caso, Erilberto Antônio, “as testemunhas relataram que o homem tentou defender a vítima das agressões, dizendo que ele não era para fazer isso, que era homofobia”.
Em depoimento, as testemunhas contaram que a agressão ocorreu quando um cabeleireiro dançava em frente a uma casa de shows, enquanto esperava para entrar no local. Foi quando o suspeito chegou e começou a atacá-lo com socos e pontapés, segundo o delegado.
Realmente, faltam palavras para descrever tal brutalidade, um ato de pura irracionalidade.Como é possível que uma pessoa não possa caminhar tranquilamente pela rua, apenas pelo fato de ser homossexual? Quem será que este agressor pensa que é, para julgar qualquer pessoa?.
            Não dá para acreditar que este tipo de coisa esteja acontecendo em pleno século XXI, quem leu a Liturgia da Bíblia presente neste blog, sabe sobre a parábola do Joio e do Trigo, onde mostra claramente que só a Deus cabe o direito de julgar e separar os bons dos maus, esta triagem só deve ocorrer depois. Por enquanto, a comunidade deve esperar. Assim sendo, “se” o que estes homossexuais estiverem fazendo for pecado, nós não podemos fazer justiça com nossas próprias mãos, tal ação só pode se exercida por Deus, no tempo certo.

            Esta situação chegou ao extremo, de modo que um pai não pode abraçar o próprio filho em lugares públicos, pois é espancado covardemente, como aconteceu no interio de São Paulo. Diante disso, quer dizer que meu irmão não pode abraçar meu pai? Onde fomos parar?
            Atualmente, as pessoas estão matando pelas coisas mais banais possíveis, a vida do próximo vale menos que nada. Não temos direito de sermos livres, de demonstrar amor. Este sentimento lindo, que pode ser expresso de diversas formas, mesmo que o casal seja do mesmo sexo.
            Rezo e peço a Deus que tenha misericórdia da alma dessas pessoas que cometem,  ou cometeram tais brutalidades, sem ao menos tomarem consciência de que poderiam estar afetando permanentemente a vida de uma pessoa, deixando-a com seqüelas psicológicas e biológicas; interferindo no bem-estar de uma família, enfim, de uma sociedade que clama por amor, compaixão, e não por sangue de inocentes.

            Deixemos de chacotas, brincadeiras e termos pejorativos, se alguém começar a falar perto de você, se afaste, não ouça. Você que é homossexual, lute pelos seus direitos, mas respeitem também os direitos dos outros. Vamos combater o preconceito, somos o futuro do país, uma nova geração, vamos construir a cada dia um amanhã melhor para nossos filhos e netos que estão por vir.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...